Suporte Básico de Vida

NOSSA SENHORA DE FÁTIMA, 13 de maio de 2021

A equipa técnica do CLDS 4G Aveiro, no dia de hoje, seguiu na viagem náutica até São Jacinto, com o objetivo de dinamizar mais uma sessão de informação e sensibilização, com início às 14h00, no Salão Paroquial de S. Jacinto, subordinada à temática, Suporte Básico de Vida, tendo como convidada de excelência, a enfermeira Helena Vieira. Sessão esta, direcionada à população residente e líderes locais da freguesia de S. Jacinto.

A sessão de sensibilização “Suporte Básico de Vida” constituiu-se como uma ferramenta primordial para a prestação inicial de cuidados de saúde em situação de emergência e pressupõe a demonstração de um conjunto de procedimentos e atitudes que, quando desencadeados de forma adequada e eficaz, aumentam a possibilidade da sobrevivência de vítimas de Paragem Cardiorrespiratória, de acordo com o conceito de “Cadeia de Sobrevivência”.

Através da apresentação do algoritmo de “Suporte Básico de Vida” e da demonstração prática foi possível sensibilizar os/as participantes sobre: Posição Lateral de Segurança; Compressões Torácicas; Desobstrução da Via aérea; e, Convulsões. É por isso fundamental que quem presencia este tipo de ocorrência, reconheça a gravidade da situação e saiba como atuar, ligando de imediato a linha 112 e informar o mais corretamente do local onde se encontra a/s vítima/s, e, quando possível, iniciar as manobras de Suporte Básico de Vida, vulgarmente chamadas de manobras de reanimação. O conhecimento destes procedimentos pode salvar vidas e devem ser incorporados na vida de cada cidadão.

A sessão foi bastante interessante e de informação muito útil para os/as participantes. Prevenir e saber como atuar em situações de emergência, foi sem dúvida o tema da nossa sessão de sensibilização que suscitou questões, partilha entre os/as participantes.

O nosso especial agradecimento pela presença de todos/as. Reconhecemos e congratulamos mais uma vez a colaboração e de grande distinção, Enfermeira Helena Vieira. Agradecemos toda a cooperação e disponibilidade à Junta de Freguesia de S. Jacinto, à equipa técnica que integra o Espaço Social de São Jacinto, aos Escuteiros Marítimos de S. Jacinto, à Paróquia de S.Jacinto que disponibilizou mais uma vez o Salão Paroquial, e ao Centro Social e Paroquial de S. Jacinto, que todos/as se uniram neste objetivo COMUM, sensibilizar, alertar, informar, apelar e prevenir. Toda a colaboração e articulação desenvolvida é sempre fundamental para concretizar as iniciativas a atingir. O nosso muito obrigada por estarmos JUNTOS. Somos sem dúvida EQUIPA. Já Somos Mais.

A sessão cumpriu com as recomendações da Direção Geral da Saúde.

As sessões desenvolvidas enquadram-se no Eixo 4 – Auxílio e intervenção emergencial às populações inseridas em territórios afetados por calamidades e/ou desenvolvimento comunitários. Atividade 1 “CASE”- Prevenir e Atuar em Situações de Emergência e Calamidade.

O Projeto CLDS 4G Aveiro é cofinanciado pelo Programa Operacional Inclusão Social e Emprego, Portugal 2020 e União Europeia, através do Fundo Social Europeu.

SUPORTE BÁSICO DE VIDA

NOSSA SENHORA DE FÁTIMA, 10 de maio de 2021

A equipa técnica do CLDS 4G Aveiro esteve ontem no Centro Cultural de Eixo, das 18h30 às 20h30, a dinamizar mais uma sessão de informação e sensibilização, subordinada à temática de Suporte Básico de Vida, no âmbito da Atividade 1 “CASE”, direcionada à população residente da freguesia de Eixo e Eirol.

A sessão de sensibilização “Suporte Básico de Vida” constituiu-se como uma ferramenta primordial para a prestação inicial de cuidados de saúde em situação de emergência e pressupõe a demonstração de um conjunto de procedimentos e atitudes que, quando desencadeados de forma adequada e eficaz, aumentam a possibilidade da sobrevivência de vítimas de Paragem Cardiorrespiratória, de acordo com o conceito de “Cadeia de Sobrevivência”.

Através da apresentação do algoritmo de “Suporte Básico de Vida” e da demonstração prática foi possível sensibilizar os/as participantes sobre: Posição Lateral de Segurança; Compressões Torácicas; Desobstrução da Via aérea; e, Convulsões. É por isso fundamental que quem presencia este tipo de ocorrência, reconheça a gravidade da situação e saiba como atuar, ligando de imediato a linha 112 e informar o mais corretamente do local onde se encontra a/s vítima/s, e, quando possível, iniciar as manobras de Suporte Básico de Vida, vulgarmente chamadas de manobras de reanimação. O conhecimento destes procedimentos pode salvar vidas e devem ser incorporados na vida de cada cidadão.

A sessão foi bastante interessante e de informação muito útil para os/as participantes. Prevenir e saber como atuar em situações de emergência, foi sem dúvida o tema da nossa sessão de sensibilização.

O nosso especial agradecimento pela presença de todos/as. Reconhecemos e congratulamos mais uma vez a colaboração da Enfermeira Helena Vieira. Por último, mas não menos importante, o nosso muito obrigado à Junta de Freguesia de Eixo e Eirol, que para além de toda a colaboração desenvolvida, disponibilizou o espaço físico, para mais uma iniciativa do CLDS 4G Aveiro.

A sessão cumpriu com as recomendações da Direção Geral da Saúde.

As sessões desenvolvidas enquadram-se no Eixo 4 – Auxílio e intervenção emergencial às populações inseridas em territórios afetados por calamidades e/ou desenvolvimento comunitários. Atividade 1 “CASE”- Prevenir e Atuar em Situações de Emergência e Calamidade.

O Projeto CLDS 4G Aveiro é cofinanciado pelo Programa Operacional Inclusão Social e Emprego, Portugal 2020 e União Europeia, através do Fundo Social Europeu.

“Redes Sociais nas nossas vidas, Impactos e Perigos”

NOSSA SENHORA DE FÁTIMA, 6 de maio de 2021

E no dia de hoje, 6 de maio, a equipa técnica do CLDS 4G Aveiro rumou até à freguesia de São Jacinto. Organizar e dinamizar uma sessão subordinada ao tema “Redes Sociais nas nossas vidas, Impactos e Perigos”, no âmbito da Atividade 1 “CASE”- Sessões de informação e sensibilização – “Prevenir e atuar em Situações de Emergência e Calamidade”, direcionado à população residente de São Jacinto.

Agradecemos e congratulamos a colaboração distinta da Equipa de Secção de prevenção Criminal e Policiamento Comunitário (SPC) Destacamento de Ovar, com a honrada colaboração dos Exmo/a(s). oradores:  Cabo-chefe Pedro Santos; e a Guarda principal Patrícia Dourado.

Refletimos sobre a presença e influência das redes sociais digitais na nossa vida e educação, procurando reconhecer a sua importância enquanto ferramenta de comunicação e informação. Um facto inegável é que as redes sociais estão sempre presentes, impregnando um novo processo de socialização, com aspetos positivos e negativos.

O problema não é a tecnologia, mas a forma como nos relacionamos com ela, como a utilizamos, e se utilizamos com a devida segurança ou não, na nossa vida pessoal e familiar.

 Como ter segurança na internet? Como podemos diminuir a nossa exposição na internet e de não expor a nossa identidade pessoal nem dos outros? Que medidas de segurança a tomar? Como devemos obter informação fidedigna? A quem contactar? Como podemos proteger os nossos dados pessoais e cooperativos?

Como podemos ajudar os nossos filhos a superar o cyberbulling?  Cyberbullying define o uso de tecnologias digitais com o intuito de ofender, humilhar, intimidar, ameaçar, molestar ou abusar de alguém, através de meios eletrónicos. Como podemos educar melhor e preparar os nossos filhos para um “amanhã” seguro e com respeito, nesta nova realidade, “era da internet”. Como podemos promover internet segura para os mais velhos, uma boa experiência digital, sem receios de ser enganado e de ser/sentir-se desvalorizado/a.

É primordial tomar medidas rápidas, seguras, pois a disseminação pela internet é acelerada! Dar relevância ao comunicar mais, ouvindo mais, estar informado e maior interesse por medidas de segurança. Esta nova era é de todos/as e temos que ser todos/as ajudar e a sensibilizar para uma realidade mais segura e saudável.

O nosso sincero agradecimento: à Junta de Freguesia de S. Jacinto; ao Espaço/Gabinete Social de S. Jacinto; aos Escuteiros Marítimos de S. Jacinto; à Paróquia de S. Jacinto que disponibilizou o espaço físico para esta realização, e ao Centro Social Paroquial de S. Jacinto. E também a todos (as) os/as participantes pela presença e contributo nesta partilha agora presencial, com o nosso princípio categórico, estarmos informados, encontrarmos mais soluções todos juntos e para todos, para um “amanhã” mais seguro. A todos/as o nosso muito obrigada pelo esforço e reforço de divulgação desta sessão. Juntos somos mais.

A sessão desenvolvida enquadra-se no Eixo 4 – Auxílio e intervenção emergencial às populações inseridas em territórios afetados por calamidades e/ou desenvolvimento comunitários.

O Projeto CLDS 4G Aveiro é cofinanciado pelo Programa Operacional Inclusão Social e Emprego, Portugal 2020 e União Europeia, através do Fundo Social Europeu.

#CASE: Prevenir é proteger!

Dando continuidade às sessões de informação/sensibilização em formato presencial, estivemos ontem, dia 5 de maio, na Junta de Freguesia de Oliveirinha, a falar sobre fenómenos meteorológicos adversos, incêndios urbanos e vespa asiática.

Para tal, contámos com a importante colaboração da Engenheira Sandra Fernandes, do Gabinete de Proteção Civil da Câmara Municipal de Aveiro. Agradecemos a disponibilidade da Engenheira Sandra Fernandes e colaboração da Junta de Freguesia, tão importantes na realização desta sessão, que constituiu uma oportunidade para os participantes saberem a evolução destes fenómenos na sua freguesia e concelho e de que forma poderão prevenir e atuar nestes casos.

A sessão desenvolvida enquadra-se no Eixo 4 – Auxílio e intervenção emergencial às populações inseridas em territórios afetados por calamidades e/ou desenvolvimento comunitários.

O Projeto CLDS 4G Aveiro é cofinanciado pelo Programa Operacional Inclusão Social e Emprego, Portugal 2020 e União Europeia, através do Fundo Social Europeu.

“Más posturas na infância: sinais de alerta e prevenção”.

NOSSA SENHORA DE FÁTIMA, 28 de abril de 2021

No dia 28 de abril, pelas 21h00, a equipa técnica do CLDS 4G Aveiro organizou mais um Webinar, subordinado ao tema “Más posturas na infância – sinais de alerta e prevenção”, no âmbito da Atividade 1 “CASE”– Sessões de informação e sensibilização – “Prevenir e atuar em Situações de Emergência e Calamidade”, direcionado à população residente em Aveiro.

Agradecemos à Clínica Rui Faria, com a honrada e distinta colaboração do Exmo. orador João Pinto, licenciado em Fisioterapia, pós-graduado em Posturologia e pós-graduado em Osteopatia, que nos congratulou com esta temática tão premente e importante para todos/as.

Iniciámos a nossa reflexão, sobre o que é a postura. As boas práticas posturais devem ser transmitidas desde cedo, de modo a não comprometer as estruturas corporais e o seu bom funcionamento. Uma má postura pode causar transtornos físicos graves que, por não receberem a nossa atenção, podem afetar nossa qualidade de vida. A postura estática, associada a um posicionamento impróprio causa alterações do sistema músculo-esquelético, especialmente na coluna vertebral. O equilíbrio da postura corporal é um processo complexo, submetido ao funcionamento dos sistemas vestibular, visual, do sistema nervoso central e periférico, bem como das respostas adequadas do sistema musculoesquelético aos estímulos sensoriais. O cérebro é o centro do pensamento, sentimento, memória, fala, visão, audição, movimento, entre outros. O sistema nervoso controla as funções do corpo, em todos os aspetos. Finalizamos com a reflexão, que as crianças desenvolvem retrações musculares e sofrem alterações posturais significativas. “O que se pode fazer para corrigir as más posturas?”

  • Ter consciência corporal, conhecermos o nosso corpo, as nossas limitações;
  • Estar atento/a e identificar o problema diagnosticando de imediato;
  • Praticar exercícios regularmente, para manter os músculos devidamente fortes;
  • Fazer alongamentos diariamente para aumentar a elasticidade dos músculos.

E assim, terminámos esta sessão de excelência, com conselhos, orientações, questões, partilha entre todo/as participantes, enriquecendo e valorizando ainda mais a importância da consciencialização das “más posturas corporais na infância”, estarmos atentos/as a nós, e à infância dos nossos filhos.  Sem dúvida, um tema transversal que tematiza problemas fundamentais e urgentes a consciencializar. Mais postura, maior equilíbrio!

Agradecemos e saudamos a todos (as) os/as participantes pela presença e contributo nesta partilha virtual mas tão próxima e de forma entusiasta.

A sessão desenvolvida enquadra-se no Eixo 4 – Auxílio e intervenção emergencial às populações inseridas em territórios afetados por calamidades e/ou desenvolvimento comunitários.

O Projeto CLDS 4G Aveiro é cofinanciado pelo Programa Operacional Inclusão Social e Emprego, Portugal 2020 e União Europeia, através do Fundo Social Europeu.

#CASE: Prevenir é proteger!

Hoje, dia 28 de abril, regressámos aos CASEs em formato presencial (cumprindo as recomendações das autoridades de saúde). E que saudades que tínhamos de nos voltarmos a encontrar fisicamente! O tema da sessão foi “Prevenir é proteger” e foi realizada no Centro Social de Requeixo.

Com o intuito de informar sobre fenómenos meteorológicos adversos, incêndios urbanos e vespa asiática, contou-se com a colaboração da Engenheira Sandra Fernandes, do Gabinete de Proteção Civil da Câmara Municipal de Aveiro, a quem agradecemos. Agradecemos também à Junta de Freguesia de Requeixo, N. Sra. de Fátima e Nariz o apoio logístico.

Os participantes ficaram cientes da evolução destes acontecimentos no concelho de Aveiro e de que forma podem prevenir e atuar nestes casos.

A sessão desenvolvida enquadra-se no Eixo 4 – Auxílio e intervenção emergencial às populações inseridas em territórios afetados por calamidades e/ou desenvolvimento comunitários.

O Projeto CLDS 4G Aveiro é cofinanciado pelo Programa Operacional Inclusão Social e Emprego, Portugal 2020 e União Europeia, através do Fundo Social Europeu.

Dia Mundial da Atividade Física

Dizemos sempre que as crianças têm muito para aprender com os adultos mas neste caso…parece-nos que os adultos têm muito a aprender com as crianças.

Seja por 10 minutos ou por 60 minutos, o que importa de verdade é sair do sofá ou da cadeira, saltar por cima da preguiça e fazer-se à estrada (ou ao terreno, ou à elíptica ou às escadas).

E benefícios?

1. melhoria da aptidão cardiorrespiratória e muscular;

2. manutenção do peso;

3. melhoria da saúde óssea;

4. um cansaço que se mistura com a capacidade de sorrir e o pensamento bom de que “hoje…fui capaz de cuidar de mim!”;

5. E muitos outros!

06 de Abril 2021 – Dia Mundial da Atividade Física

CASE: “Prevenção de comportamentos aditivos: os novos desafios”

#CASE

Realizou-se ontem, dia 30 de março, o webinar com o tema “Prevenção de comportamentos aditivos: os novos desafios”, com a preciosa colaboração da Dra. Adelaide Costa (Projeto Alternativas – Centro Social Paroquial da Vera Cruz) e Dra. Cristina Conceição (CRI de Aveiro).


A atual situação pandémica, o isolamento físico e social e a diminuição das atividades ao ar livre trouxeram um privilégio maior com o mundo internauta. Por outro lado, com as alterações do nosso quotidiano, como o ensino à distância e o teletrabalho, entre outros, começamos a passar mais tempo do que deveríamos em frente a dispositivos tecnológicos. Existe, desta forma, uma via aberta ao desenvolvimento de comportamentos aditivos, debatidos no webinar, tais como os jogos, a vida demasiado exposta nas redes sociais, entre muitos outros.


Num webinar bastante participativo, refletiu-se não só sobre as desvantagens do meio da tecnologia, mas também sobre os seus benefícios nas várias componentes da nossa vida.bOs tipos de comportamentos aditivos face às tecnologias são um problema bem atual e ainda com um futuro incerto. Todos os sinais de alerta são fundamentais para a solução. A resiliência digital e literacia digital são conceitos fundamentais e devem ser trabalhadas, como forma de prevenção dos comportamentos aditivos neste contexto. Por fim, foi partilhada informação sobre as entidades que dão respostas neste contexto no concelho de Aveiro.

Em suma, esta reflexão contribuiu para o nosso papel enquanto pais, cuidadores e educadores, na promoção dos benefícios das tecnologias e no atenuar de comportamentos aditivos dos mais jovens, tendo em conta a saúde de todos. Agradecemos a colaboração e disponibilidade das oradoras e a presença dos participantes.

A sessão desenvolvida enquadra-se no Eixo 4 – Auxílio e intervenção emergencial às populações inseridas em territórios afetados por calamidades e/ou desenvolvimento comunitários.

O Projeto CLDS 4G Aveiro é cofinanciado pelo Programa Operacional Inclusão Social e Emprego, Portugal 2020 e União Europeia, através do Fundo Social Europeu.

I-PAIS: Espaço de Partilha e Tempo de Pausa

Meio caminho é feito pela oportunidade.

O outro meio, com a garra de mães e pais que querem, acima de tudo, ser educadores assertivos para os/as seus/suas filh@s. 
E convenhamos: há uma certa dose de coragem em assumir que não sabemos tudo mas que estamos dispostos a parar para reflectir, partilhar e inovar, certo?

No passado dia 22 de Março de 2021 terminou um novo grupo para Pais/Encarregados de Educação.
Falámos sobre o que pode significar o choro dos bebés, sobre limites, consequências, emoções e a importância do tempo de pausa para filh@s e Pais/Encarregados de Educação. 

A todas as participantes agradecemos o entusiasmo e a partilha que fizeram deste espaço…um verdadeiro espaço de partilha e tempo de pausa.

CLDS 4G Aveiro, Contrato Local de Desenvolvimento Social, de âmbito concelhio, tem como objetivo principal, promover a inclusão social e combater a pobreza e a discriminação. O projeto é cofinanciado pelo Programa Operacional Inclusão Social e Emprego, Portugal 2020 e União Europeia, através do Fundo Social Europeu.

Plano de Ação: as atividades 1 a 7 são enquadráveis no Eixo 4 – Auxílio e intervenção emergencial às populações inseridas em territórios afetados por calamidades e/ou capacitação e desenvolvimento comunitários, e as atividades 8 a 10 são enquadráveis no Eixo 2 – Intervenção familiar e parental, preventiva da pobreza infantil, nos termos da Portaria n.º 229/2018, de 14 de agosto.