O CLDS 4G Aveiro tem estado a dinamizar espaços de ativação comunitária nas freguesias de Requeixo, Nossa Senhora de Fátima, Nariz, Eixo e Eirol. Com a colaboração das Juntas de Freguesia e de outros parceiros locais (IPSS’s, grupos de ginástica, mercearias, CTT, cafés, entre outros), o número de participantes tem aumentado verificando-se um regresso do sentido de comunidade, enfraquecido pelos confinamentos provocados pela COVID-19.

Junho e Julho foram meses em cheio para os participantes dos Espaços de Ativação Comunitários de Requeixo, Nossa Senhora de Fátima, Nariz, Eixo e Eirol. Desde música, a jogos tradicionais e pinturas, tudo foi motivo para, com as medidas de segurança definidas pela DGS, voltarmos à rua e recriarmos o conceito de comunidade. Aproveitamos para agradecer à professora Susana Ferreira bem como aos elementos presentes do Grupo Cultural São Bernardo a cantar pela disponibilidade. Agradecemos ainda ao dirigente Jorge Gancho do Grupo de Escoteiros de Eixo pelo apoio na dinamização de jogos tradicionais.

Agosto, foi mês de recordar os arraiais e trocar o sofá por um pé de dança, com o apoio da Professora Renata Silva, que nos ensinou algumas danças tradicionais do Mundo.

Em Setembro, com o apoio da CMIA, refletimos sobre a sustentabilidade ecológica (espaços de ativação comunitários de Eixo e Eirol) e debatemos, com o apoio a Aproximar, o modo como cada um pode ser um agente de mudança na sua localidade (espaços de ativação comunitários de Requeixo, Nossa Senhora de Fátima e Nariz).

Em Outubro, visitámos a Marinha da Noeirinha . E que bom foi perceber como é feita a produção do sal, quão valioso é o trabalho dos nossos Marnotos e como é importante dar continuidade às nossas Marinhas!

Novembro, foi mês de trabalhar os afetos – com a visita ao Lugar dos Afetos dos espaços de ativação comunitários de Requeixo, Nossa Senhora de Fátima, Nariz, Eixo e Eirol – e refletir, com o apoio da Aproximar, sobre como é que o acesso a recursos informáticos podem ajudar a minorar alguns problemas de isolamento sentidos pela população de Requeixo, Nossa Senhora de Fátima e Nariz.

Apesar do medo persistente relativo à possibilidade de contágio da COVID-19, os participantes têm demonstrado uma vontade muito grande em conviver e partilhar as suas experiências (essencial para a sua saúde mental!), vontade esta que é também reforçada com a consciência de que a proteção de todos passa também pelos cuidados individuais (como o uso de máscara, desinfetante e distâncias de segurança).

O Projeto CLDS 4G Aveiro é cofinanciado pelo Programa Operacional Inclusão Social e Emprego, Portugal 2020 e União Europeia, através do Fundo Social Europeu.

Categorias: Geral